Bom dia, Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017
ARTIGO
Um novo ciclo da banana em Mato Grosso
01/11/2017 - 14h03

 Uma das expressões populares que caracterizam o pantaneiro é de "papa banana", demonstrando nossa afinidade cultural com esta fruta. Podemos citar também a famosa farofa de banana de fritar, variedade chamada de farta velhaco, conhecida em todo Brasil como uma das marcas do vale do rio Cuiabá além de outros pratos como a nossa costelinha de porco com banana verde, a carne com banana e a paçoca de pilão com bananinha.

Esta cultura da banana, tradicional e apreciada na gastronomia pantaneira, já teve seu tempo de glória na agricultura familiar de Mato Grosso, pois há 20 anos o Estado chegou a ter 60 mil hectares de área plantada, sendo o 5º maior produtor no ranking nacional.

De lá para cá, este número diminuiu bastante por causa das pragas sigatoca negra e do mal do Panamá, e hoje o plantio chega a apenas a 5 mil hectares e o mercado local é abastecido por outros estados.

Por ser a banana a 2ª fruta mais consumida no mundo (depois da laranja) e pensando neste mercado, a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf-MT) junto com os parceiros Embrapa, Empaer e prefeituras, criou um programa de incentivo a cultura da banana, o Pró Banana.

O programa tem objetivo disseminar o cultivo nos municípios através das unidades de referência tecnológicas - URT, (propriedades-modelo) principalmente no médio-norte, para que boas práticas tecnológicas da cultura sejam disseminadas. Esta iniciativa envolve capacitações com aulas de campo com que qualificam os técnicos multiplicadores das prefeituras e EMPAER, fornecimento de mudas clonais, calcário, adubo e defensivos agrícolas. Ao todo cada um dos 13 municípios selecionados no Pró Banana, receberão 1.800 mudas para plantar 1 hectare em 5 propriedades selecionadas.

Outra ação interessante do Pró Banana que visa aumentar a produtividade e qualidade da fruta, é o investimento na reestruturação do Laboratório de Produção de Mudas de Banana in Vitro de Arenápolis, que irá atender os municípios do médio-norte. O laboratório já foi reativado e a expectativa é que em 2018, 10 mil mudas já estejam prontas para entrega, nas variedades banana da terra (farta velhaco), maçã (BRS Princesa) e nanica (williams). Além disso já estamos estruturando o do Laboratório da Empaer em Várzea Grande para produção de mais 30 mil mudas para o ano de 2018. No total serão 163.500 mudas plantadas numa área de 91 hectares.

É comum às vezes quando vamos ao supermercado encontrarmos bananas fora do ponto do consumo, muito verde ou amadurecida demais e isso ocorre por causa da logística e a distância entre os produtores e as gondolas. O Pró Banana, vai a curto prazo colocar produto com padrão de qualidade genética, sabor de primeira e maior resistência nas gôndolas e residências do consumidor, gerando riqueza no campo, segurança alimentar e preço mais acessível para os mato-grossenses.

SUELME FERNANDES

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::