Boa tarde, Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
AGRICULTURA FAMILIAR
Sinop apresenta, no DF, resultados parciais de projeto de educação ambiental
Quatro assentamentos da macrorregião de Sinop foram beneficiados com recursos de Fundo Nacional
21/08/2017 - 10h15 - Fonte: Assessoria da Prefeitura

Representantes de 10 estados da federação contemplados pelo Fundo Nacional do Meio Ambiente com recursos para desenvolvimento de projetos na área de educação ambiental na agricultura familiar participam, entre a terça-feira (22) e a sexta-feira (25), em Brasília (DF), de um encontro, no Ministério do Meio Ambiente, voltado ao intercâmbio e troca de experiências.

 

A Prefeitura de Sinop apresenta, na capital federal, os resultados já alcançados pelo projeto "Interação de Saberes na Agricultura Familiar", desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS) desde 2015, em quatro assentamentos da região formada por Sinop, Santa Carmem e Cláudia.

 

"Mesmo sendo o recurso capitaneado por Sinop, o projeto contempla assentamentos dessas outras duas cidades em função do planejamento da SDS e que procurou atender a macrorregião de Sinop, já que esses municípios estão muito próximos. Com uma maior área de alcance e um projeto amplo conseguimos a liberação de R$ 755 mil para os projetos nesses núcleos, sendo, o valor, o maior dentre todos os liberados pelo Fundo", explica a bióloga Aline Magioni, coordenadora técnica do projeto. 

 

Conforme Aline, que também é servidora na secretaria municipal de Meio Ambiente de Sinop, no rol de ações desenvolvidas pelo projeto destacam-se as frentes de educação ambiental, formação e capacitação sobre temáticas como solo, recursos hídricos, regularização ambiental, entre outras. Agora, os participantes estão na etapa de preparação e divulgação de todo o trabalho realizado até o momento. 

 

Nos próximos quatro dias a comitiva sinopense, formada, além de Magioni, e a coordenadora financeira do projeto, Lucimar Cenedese, será constituída também por monitores nos respectivos assentamentos: em Santa Carmem (1 líder), Claudia (2 líderes), Sinop (1 líder).

 

Ainda estão programadas em cada assentamento a montagem de viveiro para preparação de 60 mil mudas nativas para recuperação de áreas degradadas nos assentamentos, bem como nos municípios aos quais estão vinculados, além da implantação de um Sistema Agroflorestal, aliando a produção consorciada entre floresta e a produção familiar de alimentos.

 

"Será uma boa oportunidade para falarmos, em Brasília, sobre os viveiros, a implantação do sistema e a preservação das áreas, das nascentes e matas nos assentamentos, bem como os subprojetos que estudamos implantar, como o de conservação das castanheiras do município de Cláudia", conclui Aline Magioni.

 

O projeto vem sendo desenvolvido pela equipe da SDS nos respectivos locais: Comunidade Casulo, em Santa Carmem, Comunidade 12 de outubro e Zumbi dos Palmares II, ambos em Cláudia, e Comunidade Campos Novos, assentamento Wesley Manoel dos Santos, em Sinop.  

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::