Bom dia, Sexta-Feira, 19 de Janeiro de 2018
CIDADES
Alta Floresta terá Colégio Militar do Corpo de Bombeiros em 2018
A reunião que envolveu Corpo de Bombeiros, secretaria de Estado de Educação, secretaria Municipal de Educação e secretário de governo, decidiu pela instalação e início das atividades já em 2018.
21/12/2017 - 17h19 - Fonte: Nativa News

A implantação foi definida durante uma reunião no gabinete do prefeito Asiel Bezerra nesta manhã (20) definiu os detalhes para a implantação do Colégio Militar em Alta Floresta. A reunião que envolveu Corpo de Bombeiros, secretaria de Estado de Educação, secretaria Municipal de Educação e secretário de governo, decidiu pela instalação e início das atividades já em 2018.

Responsável pela implantação do Colégio Militar no município, Coronel PM Marcos Roberto Gonçalves, destacou que há algum tempo as conversações para a instalação do colégio começaram através do comandante regional da 7ª Companhia Independente de Bombeiros Militar em Alta Floresta, Tenente Coronel Ramão, frisando que a implantação das primeiras escolas militares aconteceu há mais de 30 anos, e que a interiorização é uma das prioridades do Governo do Estado, através do secretário estadual de educação Marcos Marrafon.

"Graças a Deus nós tivemos uma boa recepção aqui por parte do prefeito e vice-prefeita. Nós viemos, eu sou o responsável, sou Coronel da Polícia Militar, mas estou na Seduc sendo responsável pela implantação das escolas militares, tanto do Bombeiro quanto da Polícia Militar. Aqui em Alta Floresta vai ser criada do Corpo de Bombeiros o Colégio Dom Pedro II", apontou Coronel Marcos Roberto Gonçalves

A reunião definiu local para a implantação, e as responsabilidades de cada órgão envolvido. A prefeitura municipal destinará a estrutura física, Governo estadual, através da Seduc cederá os professores e o Corpo de Bombeiros, os militares para o bom funcionamento do Colégio Militar. "Então ficou bem alinhado, e acreditamos que para o começo do ano, em março, nós já podemos estar inaugurando a escola militar Pedro II do Corpo de Bombeiros aqui em Alta Floresta. Ficou já delineado a participação do município, a cedência de uma escola, estrutura, nós vamos entrar com os professores, e o Corpo de Bombeiros vai entrar com os militares", concluiu Coronel Roberto.

Comandante Regional da 7ª Companhia Independente de Bombeiros Militar, Capitão Evandro, vê a implantação do colégio como um ganho para a sociedade. "Hoje é uma realidade e nós estamos torcendo que o ano que vem já começa o Colégio Dom Pedro II para que os nossos alunos já começam a frequentar as aulas para que possamos ter um benefício imenso na educação da comunidade aqui de Alta Floresta", destacou Capitão Evandro.

Uma das responsáveis pela busca e negociações, a vice-prefeita Marineia Munhoz, destacou a importância social do Colégio Militar. "Hoje eu estou me sentindo realizada, nós vínhamos buscando, viajei a Cuiabá duas vezes a busca e tínhamos que ver um lugar adequado, definir um local, agora no momento que definimos, é só ir a busca dos documentos e ver as coisas finais para acabar de encaixar a escola no município. Vai ser de grande valia, vai trazer muitos benefícios, nós temos muita vulnerabilidade de crianças nas ruas e isso vai ter disciplina, isso é um sonho de todos os pais, de ver os filhos bem-sucedidos e com essa escola eu creio que nós vamos conseguir".

Com algumas adequações a serem feitas na rede de ensino municipal, a Escola Municipal Professor Vicente Francisco, no bairro São José Operário, é a estrutura que será cedida para a implantação do Colégio Militar Dom Pedro II, no início do ano será assinado o termo de cooperação técnica, para em março as aulas iniciarem. "Tivemos a reunião hoje com a secretaria de educação do estado, comandada pelo Coronel, e ficou definido que nós teremos uma escola militar no município de Alta Floresta, era um anseio nosso, um sonho nosso, não só meu, mas da maioria da população de Alta Floresta, e isso está se tornando realidade", apontou o prefeito Asiel Bezerra.

O Colégio Militar Dom Pedro II será de responsabilidade do estado, atenderá uma média de 360 alunos, do 7º, 8º e 9º ano do Ensino Fundamental e também 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio. Inicialmente serão abertas as vagas para alunos e alunas do próprio município, caso restem vagas, serão abertas para a região. A forma de ingresso no Colégio Militar é através de um teste seletivo, que já começa a ser preparado.

 

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::