Boa noite, Segunda-Feira, 18 de Junho de 2018
CENTRO INTEGRAGO
Segurança Pública coordena planejamento de escolta de combustível no estado
As demandas relacionadas à escolta de caminhões com combustível serão recebidas pela Casa Civil do Governo do Estado de Mato Grosso, que irá repassar ao Comitê de Gestão de Crise da Segurança Pública.
28/05/2018 - 14h21 - Fonte: Nara Assis | Sesp-MT

 

As demandas relacionadas à escolta de caminhões com combustível serão recebidas pela Casa Civil do Governo do Estado de Mato Grosso, que irá repassar ao Comitê de Gestão de Crise da Segurança Pública, para definir as prioridades e deliberar as ações junto ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). Instalado na manhã desta segunda-feira (28.05), o centro tem a missão de coordenar todas as ações operacionais necessárias neste período de greve dos caminhoneiros autônomos.

A metodologia das escoltas foi definida também nesta manhã, durante reunião do Comitê Gestor de Crise do Governo do Estado, realizada no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. Segundo o secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, com o trabalho estratégico alinhado ao planejamento operacional será possível priorizar o atendimento à população. “Estamos garantindo a total normalidade das nossas atividades e também nos esforçando, junto aos órgãos federais, para realizar as escoltas e minimizar os efeitos da crise para os cidadãos”.

Segundo o inspetor Carvalho, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma escolta será realizada a partir de hoje, até São Paulo, para o abastecimento de querosene, visando reabastecer o Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande. “Estamos em contato com os manifestantes desde as 5h desta segunda-feira para sensibilizar e conseguir deslocar caminhões com combustível para atender ambulâncias e a segurança pública”, ressaltou.

O apoio às escoltas contará ainda com efetivo da Polícia Federal, Exército Brasileiro, Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Polícia Militar (PM-MT), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Este trabalho integrado com os órgãos federais, inclusive, é realizado também no âmbito da inteligência policial. Na tarde desta segunda-feira (28.05), ocorre uma reunião estratégica da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), com a participação de integrantes da inteligência estadual.

Além das forças policiais, as outras Secretarias e entidades que integram o Comitê repassaram o panorama da situação em todo o estado ao governador Pedro Taques. “A situação de Mato Grosso, segundo as informações que colhemos de todos os órgãos de segurança, não se alterou, e também temos grupos de trabalho da saúde, do combustível e outro para o setor de alimentação, que estão trabalhando durante todo o dia, com o monitoramento da situação junto aos municípios”.

A reunião também contou com a participação do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho; presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Rui Ramos; secretários de Estado; e representantes do setor de Atacadistas, energia elétrica, combustível, entre outros.  

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Em sua opinião estamos em um momento de crise financeira ou crise politica no Brasil?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::