Boa noite, Sábado, 17 de Fevereiro de 2018
GUARANTÃ DO NORTE
Prefeitura contrata Médico Perito para avaliar licenças por atestados
Existem casos em que servidores utilizam atestados médicos para se afastarem do serviço e atenderem suas demandas particulares em detrimento do serviço público.
22/11/2017 - 11h21 - Fonte: Assessoria

O município de Guarantã do Norte gasta aproximadamente R$ 100.000,00 (CEM MIL REAIS) por mês com servidores afastados por atestados médicos. Existem casos em que servidores utilizam atestados médicos para se afastarem do serviço e atenderem suas demandas particulares em detrimento do serviço público.

Para combater esses abusos a administração municipal contratou o Médico perito Dr. Hiury Dutra de Souza para avaliar todos os servidores que apresentarem atestados médicos superiores há cinco dias. Inicialmente a administração está convocando para a perícia os licenciados para tratamento de saúde com tempo mais longo até concluir a demanda. Trinta e cinco servidores já foram convocados para realizarem a perícia médica.

Uma reunião foi realizada entre o médico perito e secretários municipais, diretores e coordenadores das escolas municipais, direção do sindicato dos servidores públicos municipais e Sintep.  A reunião teve a duração de aproximadamente uma hora e meia onde o Médico Perito explicou a forma como a perícia é realizada, fez diversos comentários e respondeu aos questionamentos dos presentes.

Dr. Hiury comentou indignado o que presenciou aqui no município e o que presencia diariamente em Matupá onde trabalha como Médico Perito do INSS. “-Tem profissionais concedendo atestados para afastamento do trabalho de maneira absurda que até mereceria uma denuncia no Conselho Regional de Medicina.” Comentou o perito mencionando que atestados dessa natureza é consumir de forma indevida os recursos públicos.

O secretário de Governo e Articulação Institucional, Eugênio Caffone, que organizou a reunião disse aos presentes que a administração está atenta a essa situação, comentou que nos próximos 20 dias todos os atestados superiores a 15 dias passarão pela perícia e que a meta para 2.018 é periciar todos os atestados superiores há cinco dias.

Valentim Pazini professor há três décadas no município disse que os profissionais dedicados e responsáveis não podem pagar por meia dúzia de descompromissados com o serviço público. Combater os atestados indevidos é uma forma de respeito aos profissionais que se dedicam  com assiduidade e amor ao trabalho.

O presidente do sindicato dos servidores públicos municipais, Jean Amorin, participou ativamente da reunião opinando e tirando dúvidas. “- Isso é muito importante para educarmos os nossos trabalhadores, as pessoas que estão realmente doentes precisam ter seu direito respeitado. Infelizmente alguns se aproveitam da carência do município e acabam pegando atestados de forma indevida. Essa perícia tem que continuar para educarmos a todos, para que os direitos sejam respeitados e todos cumpram o seu papel de forma correta em respeito à sociedade. Esse é o nosso papel e é isso que defendemos, que as coisas sejam feitas de forma correta.” Comentou Jean.

 

 

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::