Bom dia, Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017
LUCAS DO RIO VERDE
Mãe que abandonou bebê recém-nascido em mata deve passar por exames psicológicos
Bebê, que tem entre 7 a 9 dias de vida, estava com o corpo coberto por formigas e moscas. A mãe, de 27 anos, foi localizada e presa pela polícia.
25/11/2017 - 17h30 - Fonte: G1-MT

A mãe do bebê recém-nascido que foi encontrado abandonado num matagal em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, deve passar por exames psicológicos. A mulher, de 27 anos, foi presa na sexta-feira (24), e confessou ter abandonado a criança. À polícia, ela alegou que não tinha condições financeiras e psicológicas de criar o bebê.

Policial segura recém-nascido encontrado abandonado em matagal, perto de um lago, em Lucas do Rio Verde (Foto: Junior Brandini/Arquivo pessoal)

De acordo com o conselheiro Diego Amorim, o caso deve ser acompanhado por uma equipoe do Conselho Tutelar. Um laudo do órgão deve apontar se a mulher tem condição psicológica de ter a guarda da filha.

"Essa genitora será encaminhada para uma equipe psicossocial para que seja emitido um parecer de trasntorno. Depois disso, vamos dar sequência ao que for decidido pelo Judiciário", afirmou.

 

Em depoimento, a mãe da criança contou que se mudou do estado de Pernambuco para cuidar de um irmão que havia sofrido um acidente. Ela diz que já estava grávida e usou roupas largas para esconder a gravidez.

A mulher contou ainda que, após ter alta do hospital, saiu desorientada e abandonou a criança por não ter condições financeiras e psicológica para cuidar da criança.

Segundo a Polícia Civil, a mãe deve responder pelo crime de abandono de recém-nascido para ocultar desonra própria.

Bebê encontrado

 

A Polícia Militar informou que o bebê foi encontrado por volta de 18h50 (horário de Mato Grosso). Um morador passava pelo local, onde normalmente as pessoas fazem caminhada, e começou a escutar o choro de uma criança. Ele ligou para a polícia pedindo socorro. A menina, que estava vestida, foi deixada no meio da mata.

Conforme a PM, o bebê estava com o corpo coberto por formigas e moscas. Além disso, ela apresentava sinais de fraqueza e mau cheiro nas roupas.

O bebê foi encaminhado a uma unidade hospitalar e internada. Os enfermeiros e profissionais da saúde a batizaram com o nome de Maria Clara.

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::