Boa noite, Sábado, 18 de Novembro de 2017
POLÍTICA ENERGÉTICA
Produtores de etanol dizem que alta de impostos reduz competitividade sobre gasolina
Levantamento do G1 com preços da semana passada mostra que vale a pena abastecer com etanol apenas em dois estados; governo elevou imposto para gasolina, diesel e etanol.
22/07/2017 - 22h45 - Fonte: G1

 

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), entidade que representa os produtores de etanol, se manifestou neste sábado (22) contra a decisão do governo de elevar os impostos de combustíveis. O setor chegou a ser apontado como um dos beneficiados com a medida, que colocou taxas maiores para o diesel e a gasolina do que para o etanol. Mas, nos cálculos da Unica, a mudança tributária reduzirá a competitividade do álcool sobre a gasolina.

O etanol disputa com a gasolina a preferência de quem tem um carro flex. Em geral, vale a pena abastecer com álcool se ele custar até 70% do preço do litro de gasolina, segundo a Unica. Atualmente, o álcool está em desvantagem em relação a gasolina em quase todo o país (veja a comparação por estado no fim da reportagem).

Para especialistas, as novas taxas de imposto aplicadas sobre os diferentes combustíveis podem mudar essa conta. "Acredito que a competitividade do álcool com a gasolina, que estava sendo dificultada, tem condições de se recuperar, aumentando as vendas de etanol", disse o sócio-diretor da JOB Economia e Planejamento, Julio Maria Borges, a agência Reuters.

Na última quinta-feira (20), o governo aumentou em R$ 0,41 o PIS e Cofins para a gasolina. No caso da gasolina e diesel, a cobrança será feita na refinaria. Para o etanol, a alta foi de R$ 0,20, sendo R$ 0,01 para o produtor e R$ 0,19 para o distribuidor 

Nos cálculos da Unica, o aumento de impostos trará um custo extra de R$ 0,30 para o litro de gasolina. A entidade explica que o peso do imposto é menor na gasolina comum, que está nas bombas dos postos de combustíveis, porque ela tem uma mistura de 27% de etanol, combustível com imposto menor.

Para o etanol, a entidade estima um efeito de R$ 0,32 por litro. Na conta, eles somam também a cobrança de R$ 0,12 de PIS e Cofins sobre o litro de etanol para os produtores, que entrou em vigor no início do ano.

Antes, o setor era isento do tributo. Os outros R$ 0,20 vêm do aumento anunciado nesta quinta-feira para produtores e distribuidores.

"É importante lembrar que em 2017, a elevação da alíquota de PIS/COFINS da Gasolina C foi de R$0,30/litro, enquanto o aumento para o etanol hidratado foi de R$ 0,32/l. Essa comparação evidencia a perda de competitividade do etanol hidratado em relação a gasolina C, que as recentes alterações de tributos impingiram ao etanol", disse a Unica, em nota.

Etanol ou gasolina?

Hoje o etanol só é mais competitivo que a gasolina em dois estados do país - São Paulo e Mato Grosso, de acordo com levantamento do G1 feito com base nos preços médios por estados dos combustíveis levantados na semana passada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Preço do combustível por litro

Estado Gasolina Etanol Vantagem
Acre 3,983 3,620 gasolina
Alagoas 3,701 3,104 gasolina
Amapá 3,488 3,690 gasolina
Amazonas 3,860 3,127 gasolina
Bahia 3,716 2,944 gasolina
Ceará 3,664 3,122 gasolina
Distrito Federal 3,236 2,992 gasolina
Espirito Santo 3,518 3,143 gasolina
Goiás 3,594 2,526 gasolina
Maranhão 3,357 3,198 gasolina
Mato Grosso 3,501 2,116 etanol
Mato Grosso do Sul 3,327 2,803 gasolina
Minas Gerais 3,578 2,517 gasolina
Pará 3,744 3,409 gasolina
Paraíba 3,447 2,941 gasolina
Paraná 3,364 2,485 gasolina
Pernambuco 3,343 2,867 gasolina
Piauí 3,308 2,929 gasolina
Rio de Janeiro 3,853 3,043 gasolina
Rio Grande do Norte 3,478 3,118 gasolina
Rio Grande do Sul 3,584 3,335 gasolina
Rondônia 3,672 3,265 gasolina
Roraima 3,359 3,68 gasolina
Santa Catarina 3,285 2,971 gasolina
São Paulo 3,234 2,148 etanol
Sergipe 3,376 3,048 gasolina
Tocantins 3,524 3,276 gasolina

Fonte: ANP

Se o repasse do imposto sobre os preços da semana passada for feito no ritmo previsto pela Unica (R$ 0,20 para o etanol e R$ 0,30 para a gasolina), a competitividade do etanol não muda. Ele continua a valer a pena nos mesmos estados.

No entanto, se o tributo da refinaria chegar na íntegra para o consumidor (R$ 0,41 para o litro da gasolina), valerá a pena também abastecer com etanol em mais dois estados - Minas Gerais e Goiás, segundo levantamento do G1.

O repasse ou não da alta dos tributos para o consumidor é uma decisão de cada posto de combustível, explica o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro). Também pesa no valor da gasolina a correção de preços pela Petrobras, que é feita diariamente.

Na sexta-feira, o G1 encontrou estabelecimentos que mantiveram os preços, outros que fizeram o repasse em linha com o aumento dos impostos e postos que aumentaram os preços acima do valor do reajuste.

 

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::