Boa tarde, Quinta-Feira, 22 de Junho de 2017
INVESTIMENTO
Sema entrega equipamentos de proteção individual a servidores
No total, são cerca de 300 kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) que serão destinados aos servidores que atuam nas áreas de fiscalização, monitoramento e no laboratório
24/10/2016 - 13h58 - Fonte: Sema-MT

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) realizou a entrega simbólica de cerca de 300 kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) aos servidores da pasta. O evento ocorreu no final da tarde de sexta-feira (21.10), durante uma cerimônia que reuniu toda a equipe de gestão no Auditório Pantanal, na sede da Sema.

Essa aquisição totaliza investimentos da ordem de R$ 94.130,00, com processo de licitação (nº 429012) que teve início no ano passado. São sete lotes, dos quais seis foram concluídos e um em andamento, por se tratar de produtos em falta no mercado (como camisa e calça com proteção solar).

O secretário executivo da Sema, André Baby, ressalta que esses equipamentos atendem principalmente os setores finalísticos da Sema, entre eles, fiscalização, mineração, indústria, infraestrutura, laboratório de monitoramento ambiental e florestal. “Sou funcionário de carreira da Sema e nunca na história da Secretaria tivemos a oportunidade de ter acesso a esses equipamentos, que protegem a vida do indivíduo e dão a oportunidade ao servidor de exercer suas tarefas na plenitude”.

Além da sede do órgão ambiental, as oito unidades regionais também receberão os kits. Entre os EPIs, estão: colete salva-vidas, máscara semifacial, filtro químico, capacete, protetor auricular, cone de sinalização, capa PVC, luva mista, protetor solar, protetor facial incolor, óculos de proteção incolor, macacão saneamento, máscara com válvula, luvas de raspa, coturno tático e de segurança impermeável e coturno de alto desempenho. Os kits já estão na Sema. A entrega será realizada por setores, e também entre as regionais.

Nas próximas semanas, também serão entregues 500 apoios de punho, com o objetivo de prevenir lesões por esforços repetitivos e distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (LER/Dort).

Conforme o secretário adjunto de Administração Sistêmica, Valdinei Valério Silva, o processo para aquisição demandou esforço conjunto de diversos servidores que até então não tinham experiência na área de licitação. Além disso, é uma área burocrática, que requer atenção aos mínimos detalhes. “Foi um processo lento, complexo, com muitas especificidades para serem cumpridas e numa época de grande limitação econômica do Estado, por isso estamos comemorando como uma grande vitória”.

Condições de trabalho

O coordenador de Monitoramento Ambiental, Sérgio Figueiredo, afirma que vários dos itens são essenciais para a realização do trabalho dos servidores do laboratório em sua totalidade, como o macacão saneamento, que permitirá a entrada em rios poluídos para coleta de amostra ou para medir a vazão. O mesmo se estende para as luvas, óculos e máscaras de proteção química. “A gente não deixava de fazer, mas, para a nossa segurança, havia várias limitações. Agora vamos estar mais seguros”.

É comum o servidor sair a campo se expondo a picadas de cobra ou outros animais peçonhentos, sol, chuva, afogamento, entre outros riscos. Para o superintendente de Fiscalização, major Fagner Nascimento, dar prioridade à aquisição dos EPIs demonstra um novo momento para a Secretaria. Até então, os próprios servidores traziam os seus equipamentos particulares para utilizar no trabalho. “Essa sempre foi uma demanda dos servidores, que felizmente foi atendida”.

A superintendente de Infraestrutura, Mineração, Indústria e Serviços, Lilian Ferreira, acrescenta que oferecer mais segurança aos técnicos e analistas é fundamental, já que eles trabalham em áreas muitas vezes arriscadas, sujas, em mata fechada, ou em indústrias. “Nós pedimos a perneira para proteger de cobras, macacão, luvas e roupas especiais, por causa do sol, ou do risco de se machucar em uma árvore”.

Antes de entregar os equipamentos aos servidores presentes, o engenheiro de segurança da Sema, Valmi Lima, fez uma breve explicação da importância de verificar se estão funcionando adequadamente, já que aqueles que vierem com defeito devem ser trocados. Também frisou que o uso deles é obrigatório e uma responsabilidade do servidor, para uso exclusivo em serviço. “Indico a todos vocês sempre que estiverem em trabalhos externos, também usarem chapéus e protetor solar, devido à intensa radiação de onde vivemos”.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
O que você pensa da proposta Reforma da Previdência ?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::