Boa noite, Terça-Feira, 16 de Outubro de 2018
CRIME ELEITORAL
PRF apreende R$ 90 mil e PF informa que dinheiro saiu do comitê eleitoral de tucano
A PF investiga se o dinheiro seria usado para compra de votos.
05/10/2018 - 15h52 - Fonte: Rdnews

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, nesta quinta (4) à noite, R$ 90 mil, na BR-070, próximo à região do posto Cinquentinha, na saída da Capital para Poconé. O dinheiro, de acordo com a Polícia Federal, saiu do comitê eleitoral do candidato tucano Carlos Avalone e estava sendo levado a Cáceres. O caso é tratado pela Polícia Federal como crime eleitoral. A PF investiga se o dinheiro seria usado para compra de votos.

Três cabos eleitorais seguiam de carro, por volta das 20h30, em um Gol prata,  para a cidade na fronteira, quando, a partir de denúncia anônima, foram parados. O dinheiro estava em envelopes. 

 Na abordagem, o motorista ficou muito nervoso e a equipe iniciou uma fiscalização detalhada do carro. O dinheiro foi encontrado dentro de uma mochila. Ao ser indagado, ele disse que se tratava de dinheiro da venda de uma moto e que seria usado para pagar cabos eleitorais.

Avalone é ex-deputado e tenta a reeleição. Ligado ao grupo político do governador Pedro Taques, já compôs o staf neste governo. Assumiu a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Os cabos eleitorais foram ouvidos, conduzidos à sede da PF e liberados.

Delegado federal Marcellus Henrique de Araújo assumiu o caso e ainda não decidiu se vai intimar Avalone.  Ele vai informar à Justiça do ocorrido. Avalone não pode ser preso, na condição de candidato, a não ser em flagrante delito, assim como todo brasileiro, desde terça (2).

 acompanha o caso.

Outro lado

 tentou falar com o Avalone e com o presidente do PSDB em Mato Grosso, Paulo Borges, para tratar do assunto, mas ninguém atendeu. A assessoria de imprensa do candidato disse que ainda não está sabendo de nada e informou que estão em campanha no interior.

Crime eleitoral

Outro caso foi flagrado pela PRF nesta quinta (4) e que também está sendo tratado como suposto crime eleitoral. Um casal foi preso com mais de R$ 20 mil em dinheiro em Rondonópolis (a 212 Km de Cuiabá).  O dinheiro seria para comprar votos na região. Denúncia anônima levou à apreensão. A identidade do casal não foi divulgada pela polícia e nem o nome de quem é dono do dinheiro.

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::