Boa noite, Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
VIOLÊNCIA EM FÓRUM
Advogado é esfaqueado no abdômen no Fórum de Cuiabá
Este é o quarto caso de violência em fóruns do Estado nos últimos meses.
31/10/2018 - 10h04 - Fonte: Olhar direto

Um advogado de 44 anos identificado como  W.C.B foi vítima de uma tentativa de homicídio na tarde desta terça-feira (30), no Fórum de Cuiabá, localizado no Centro Político Administrativo (CPA). Este é o quarto caso de violência em fóruns do Estado nos últimos meses. Nas ocasiões anteriores, juízes foram agredidos e um deles acabou baleado durante uma audiência. 
Segundo consta no boletim de ocorrência, uma equipe da Polícia Militar foi acionada para se deslocar até o Fórum, para atendimento de uma ocorrência. Um suspeito do crime já havia sido detido pela equipe que atua no local.
 
O suspeito, que informou não saber o próprio nome, estaria em posse de uma faca e foi ao encontro do advogado. Na sequência, ele deu um golpe de faca abdômen da vítima. A lâmina acabou quebrando e causou um hematoma na vítima.
 
Os PM's prenderam o suspeito e o encaminharam até a Central de Flagrantes para as devidas providências.
 
De acordo com a PM, ele pode ser soropositivo. A polícia apura o caso.

Violência em Fóruns
 
Nos últimos meses, três juízes do interior do estado sofreram ataques. O primeiro ocorreu na Câmara Municipal de Nova Monte Verde (a 953 km de Cuiabá). Na ocasião, o réu Odinei Batista de Jesus, de 25 anos, arremessou uma garrafa de água no juiz Bruno Cesar Singulani França, de 33, após ouvir sua sentença. O magistrado não se feriu.

O segundo caso foi no Fórum de Paranatinga em setembro. O advogado Homero Amilcar Nedel, 59 anos, foi preso em flagrante por agredir o juiz Jorge Hassib Ibrahim durante uma sessão. O advogado foi suspenso pela OAB/MT.

O terceiro e mais grave caso, ocorreu no Fórum de Vila Rica no início do mês de outubro. O juiz Carlos Eduardo de Moraes e Silva havia acabado uma audiência de custódia, quando um advogado adentrou à sala seguido pelo agressor.

O homem sacou a arma escondida e ameaçou o promotor de justiça. O magistrado interveio na situação e após se aproximar dele entrou em luta corporal, em seguida houve o disparo. A polícia disparou contra o agressor, que não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

Em decorrência destes casos, o TJMT publicou a portaria. Agora, o controle de acesso às dependências dos fóruns consiste no monitoramento das pessoas que tramitam nos fóruns por meio de mecanismos como identificação pessoal; implantação de circuito fechado de televisão e vídeo e de detectores de metais; utilização de cofre para guarda de armas; e oferta de armários para guarda de pertences.

De acordo com a portaria, caso não seja possível a imediata implementação dessas disposições, a administração terá o prazo de até um ano para a implantação.
 
A portaria destaca ainda que a identificação dos visitantes deverá ser realizada pela verificação dos dados de identificação da pessoa interessada em ingressar nos prédios e também pelo cadastro dessas informações.

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::