Boa tarde, Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
BRASILIA
Medeiros participa na Argentina de encontro para fortalecer setor produtivo de Mato Grosso
“O foco agora é para que haja um consolidação entre Brasil e Argentina.
16/08/2017 - 11h01 - Fonte: Assessoria de Comunicação

 Representando o estado de Mato Grosso, o senador José Medeiros (PSD-MT) participa, nesta terça-feira (15.08), do Segundo Encontro de Governadores Brasil-Argentina, em Corrientes, na Argentina. “Mato Grosso tem muito a oferecer para a Argentina. Temos um fabuloso setor produtivo, capaz de alimentar o mundo. Prova disso, são os bons números da agropecuária do estado, que foi determinante para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano em 1%”, afirma o senador.

Foto – Agência Senado

O mandato parlamentar de José Medeiros tem se destacado, entre outras coisas, pela integração entre os dois países. “O foco agora é para que haja um consolidação entre Brasil e Argentina. E as discussões já estão bastantes avançadas, através dos diversos encontros que tivemos na embaixada da Argentina, em Brasília, e durante recente visita do embaixador Carlos Magariños ao estado, para assinatura do protocolo de intenções para a criação da Câmara de Comércio Brasil-Argentina de Mato Grosso”, destaca Medeiros.

Segundo o senador, o encontro na Argentina tem como objetivo propor meios de implementação das propostas de integração bilateral, através do “Plano de Ação” dos presidentes Mauricio Macri e Michel Temer. É também para que haja novas adesões de estados brasileiros e províncias argentinas interessados em fortalecer a iniciativa dos governos de ambos países. Também são propostas ações relativas ao desenvolvimento de projetos de infraestrutura e, para tanto, são convidados o setor empresarial na elaboração de iniciativas que consolidem essa integração.

Hidrovia – Na Argentina, o senador defende o modal hidroviário, por meio do Rio Paraguai, para o escoamento de insumos para a indústria têxtil e de biodiesel, onde o estado seria responsável em abastecer a Argentina. “São mais de três mil quilômetros de potencial hidroviário, onde haverá interligação facilitada entre Brasil, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai. Os dados mostram uma economia de até 30% para mandarmos soja para Argentina através da hidrovia”, ressalta Medeiros.

 

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::