Bom dia, Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017
POLITICA
Aécio ‘não tem condições’ de presidir PSDB, diz Tasso Jereissati
Presidente interino do partido defende renúncia do senador mineiro, que retomou o mandato parlamentar após Senado derrubar decisão do STF
18/10/2017 - 17h07 - Fonte: Veja.com

Presidente interino do PSDB, o senador Tasso Jereissati (CE) defendeu nesta quarta-feira a renúncia do senador Aécio Neves (PSDB-MG) da presidência do partido. A declaração ocorre um dia após o Senado barrar, por 44 votos a 26, a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que impôs o afastamento do mandato e o recolhimento domiciliar noturno ao senador mineiro.

Os senadores Tasso Jereissati e Aécio Neves do PSDB (Geraldo Magela/Agência Senado)

“Eu acho que é (caso de renúncia). Porque agora ele não tem condições, dentro das circunstâncias que está, de ficar como presidente do partido. E nós precisamos ter uma solução definitiva e não provisória”, disse Tasso.

Os ministros da Primeira Turma do STF decidiram afastar Aécio a partir das delações premiadas de executivos do Grupo J&F, que controla a JBS. Em conversa gravada pelo empresário e delator Joesley Batista, o tucano pediu 2 milhões de reais. O dinheiro foi entregue em espécie pelo então diretor de relações institucionais da JBS, Ricardo Saud, a Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio Neves. A Polícia Federal filmou as entregas do montante, em parcelas de 500.000 reais. O senador nega que o dinheiro seja propina e diz que foi um pedido de empréstimo para pagar sua defesa na Operação Lava Jato.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::