Boa tarde, Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
CENA FORTE
Mendes avalia que Pinheiro deve explicar vídeo e comparecer em CPI
Segundo Junior Leite, em breve as pessoas poderão ver as obras em funcionamento.
08/02/2018 - 15h32 - Fonte: Olhar Direto

Fora da vida pública há quatro anos e com grande aprovação na grande Cuiabá, o ex-prefeito Mauro Mendes (sem partido) disse entender que o atual chefe do executivo municipal precisa explicar a população sobre o vídeo entregue pelo ex-governador Silval Barbosa em sua delação premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Para Mendes, Emanuel Pinheiro (MDB) está perdendo a oportunidade de se livrar da imagem arranhada que ficou com a divulgação do vídeo, ao não expor a sociedade o que realmente aconteceu no gabinete de Silvio César Correa Araújo. Em sua opinião, o prefeito também deve comparecer a Comissão Parlamentar de Inquérito que ficou conhecida como ‘CPI do Paletó’.

“As cenas são muito fortes e falam por si só. O prefeito Emanuel Pinheiro já foi questionado pela imprensa dando a ele a oportunidade de explicar o que aconteceu ali. se era aquilo mesmo que o Silval havia dito, mas ele afirmou que iria explicar depois. Acredito que uma cena tão forte como aquela, se não fosse verdade ele teria que vir rapidamente a público explicar o que aconteceu”, avaliou o empresário em entrevista a rádio Vila Real na manhã desta quinta-feira (8).

“Ele está tendo esta oportunidade na CPI e eu como cidadão cuiabano, assim como a maioria gostaria que ele se explicasse. Se não ele ficará com uma mancha, pois aquela foi uma das imagens que mais circulou nos grandes veículos de comunicação do Brasil. Está marcado na cabeça da população cuiabana”, disse.

Os vídeos anexados a delação premiada de Silval Barbosa e de seu ex-chefe de gabinete Silvio César Araújo com deputados da gestão passada, incluindo o prefeito Emanuel Pinheiro recebendo dinheiro de suposta propina foram divulgados em rede nacional no final do mês de agosto do ano passado.

Desde então, o prefeito não apresentou nenhuma explicação a população cuiabana, se limitando apenas a dizer que o caso é uma questão de justiça e que é através do judiciário que irá provar que a grande quantidade de dinheiro que ele recebeu de Silvio César e colocou em seu paletó não era de pagamento de propina.

Em novembro do ano passado, a Câmara Municipal instaurou a Comissão Parlamentar de Inquérito, batizada de ‘CPI do Paletó’, convocando pessoas envolvidas no caso para prestar esclarecimentos no plenário.

Pinheiro deve ser convidado a depor no mês de março, porém ele já adiantou que não tem a obrigação de comparecer e que irá avaliar com seus advogados se realmente irá à Câmara.
 

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::