Bom dia, Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018
COSTURA POLÍTICA
Jaime afirma que DEM não descarta aliança com Wellington
Principal liderança da sigla, ex-senador diz que decisão sobre apoios será feita de forma colegiada
24/05/2018 - 08h42 - Fonte: Midia News

 

O ex-senador Jaime Campos (DEM) afirmou que o partido não descarta uma composição com o senador Wellington Fagundes (PR), pré-candidato ao Governo nas eleições deste ano.

Segundo ele, até o prazo final das convenções – 5 de agosto –, o Democratas vai realizar uma série de encontros regionais no Estado e, em meio a esse processo, continuará a manter conversas com todas as siglas partidárias e todos os nomes que se colocarem à disposição de uma disputa eleitoral. 

“O DEM tem uma vantagem: conversa com todo mundo e Seu Raimundo. O partido não tem dificuldade para conversar com ninguém, não temos nada contra ninguém”, disse Jaime, ao ser questionado sobre eventual aliança com o senador.

“Pra mim, não há nada que desabone a conduta do Wellington. É um político com longa trajetória, seis mandatos como deputado federal, é senador da República e tem serviços prestados ao Estado através de suas articulações, seu trabalho, seus projetos”, acrescentou o democrata.

De todo modo, Jaime disse que nenhuma decisão será tomada de forma isolada, tampouco de maneira precipitada.

O objetivo dos encontros regionais, segundo ele, é justamente ouvir as bases da sigla e tomar uma decisão conjunta.

“O DEM não descarta coisíssima alguma. O partido hoje está bem definido através de um colegiado e ninguém vai definir de forma isolada. Vamos ouvir não só o diretório regional, mas, sobretudo, as bases políticas nossas. Caso contrário, é aquela velha história: você vai emitir a nota e não vai entregar a mercadoria”, disse.

“Quem faz política de cima pra baixo está fadado ao insucesso. Eu, particularmente, tenho a prática de fazer política construindo primeiro o alicerce, depois as paredes, depois cobrindo e entrando pra dentro da casa pra morar. Acho que qualquer cidadão que queira fazer politica ao inverso não vai chegar a lugar nenhum”, afirmou.

Candidatura própria

Apesar de não descartar alianças, Jaime Campos diz que, neste momento, o foco principal do partido é a construção de uma candidatura própria, tanto para o Governo quanto ao Senado.

“Nunca podemos perder de vista que amanhã ou depois surja uma possível coligação, mas o projeto do partido é ter candidatura própria, além de eleger boa bancada federal estadual”.

“Ninguém pode desconhecer que hoje o partido tem musculatura e cacife suficiente pra isso. Imagino que no momento ideal – que será nas convenções, entre 15 de julho e 5 de agosto –teremos definitivamente o lançamento do projeto, seja com candidatura própria, seja com coligação. Não descartamos nada, mas hoje estamos focados no projeto para eleger governador e senador”, concluiu.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Em sua opinião estamos em um momento de crise financeira ou crise politica no Brasil?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::