Boa noite, Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
LIMINAR NEGADA
Fávaro perde batalha no tapetão e diplomação de Selma Arruda como senadora está garantida
O desembargador entendeu que o pedido de Fávaro para impedir a diplomação de Selma e seus suplentes e, em seu lugar, fosse feita sua diplomação era "de todo desarrazoada e desproporcional".
01/11/2018 - 10h54 - Fonte: 24 horas news

Bem que o ex-governador e candidato derrotado ao Senado Federal, Carlos Fávaro (PSD) tentou, mas não conseguiu. Seu pedido de liminar para impedir a diplomação da juíza aposentada Selma Arruda (PSL) foi negado pelo desembargador Pedro Sakamoto, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso.

Querendo ganhar a vaga, no “tapetão”, Fávaro alegou que a juíza aposentada é acusada de ter pago serviços de publicidade e mídia por meio do suplente da senadora eleita, Gilberto Possamai (PSL). Segundo a alegação o pagamento teria sido de R$ 150 mil para a agência Genius, montante que não teria sido declarado na prestação de contas da candidatura.

O desembargador entendeu que o pedido de Fávaro para impedir a diplomação de Selma e seus suplentes e, em seu lugar, fosse feita sua diplomação era "de todo desarrazoada e desproporcional".

"Com efeito, cuida-se de medida de extrema gravidade, que implica a subversão da soberania democrática das urnas, de modo que jamais poderia ser adotada in limine litis, em antecipação ao completo esclarecimento dos fatos, salvo em situações de cabal demonstração de fraude eleitoral, o que não se verifica na espécie", disse.

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::