Boa noite, Sábado, 18 de Novembro de 2017
SEMANA NACIONAL CIÊNCIA,TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Semana de Ciência, Tecnologia e inovação tem recorde de público
Mais de 26 mil visitantes passaram pela Arena Pantanal entre os dias 24 e 26/10
27/10/2017 - 19h42 - Fonte: Secitec

Com a matemática e suas funções espalhadas por toda a Arena Pantanal, a XIV Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI) recebeu mais de 26 mil visitantes nos três dias de exposições. O evento realizado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec) e pela Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) trouxe desde oficinas de cubos mágicos, uso da estatística na seleção de atletas no futebol, além de muita ciência e a tecnologia.

A Semana reuniu ainda, em um mesmo espaço, três outros grandes eventos - a IX Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (MECTI), a 8ª Jornada Científica da Unemat e a Maratona do Programa Células Empreendedoras das Escolas Técnicas Estaduais, que movimentaram representantes de 30 municípios de Mato Grosso. Segundo o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Domingos Sávio, a troca de experiências e o contato com a tecnologia despertam o interesse pela produção e desenvolvimento científico. “Entre os 26 mil visitantes, tivemos mais de mil alunos e professores estiveram alojados no entorno da Arena e que vieram de todos os cantos do Estado para apresentar seus projetos, trabalhos e participar da Maratona. Uma oportunidade única numa fase crucial do despertar do interesse pela ciência e tecnologia para o futuro desses jovens”, afirmou Domingos durante a premiação da IX MECTI, no fechamento do evento.

Entre os destaques da feira, as 12 oficinas mobilizaram quase mil alunos – desde o cubo mágico, marketing digital até mesmo testes das habilidades da moçada no futebol. Natália Silva, 12 anos, estudante do sétimo ano fundamental da Escola Estadual Governador José Fragelli, a ‘Escola da Arena’, diz que as atividades trouxeram uma nova visão sobre o uso da matemática. “Assim que recebi a programação já me inscrevi para a oficina. Eu sabia que a matemática estava ligada aos esportes, mas não imaginava que dava pra medir até a posição correta em campo”, afirmou Natália, que participou da oficina que testou as habilidades de futebol, do Departamento de Estatística da UFMT.

Na sala da oficina de Marketing Digital, o interesse da geração pelo empreendedorismo e a segurança de experimentar o mercado, surpreenderam até o facilitador José Pedro Lopes, certificado como Google Partner Specialist. “A participação foi expressiva. A interação com respostas e perguntas desde a base de marketing até assuntos mais complexos como as campanhas do Google, deixou claro que essa é uma geração que não tem medo se posicionar. Saí de lá com a certeza de que esses meninos e meninas tem ideias e ideais a serem executados e conquistados”, afirmou José Pedro, que conduziu o bate papo com 50 alunos.

Ana Carla Freitas, 63 anos, que mora em Várzea Grande, não abriu mão de novamente ver o Robozão da Secitec. “Da outra vez eu vi na TV e vim pra cá. Esse ano eu trouxe meu neto e dois amiguinhos dele, pra ver dançar lambadão! É maravilhoso! É muita tecnologia”, contou Dona Ana. A superintendente de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, da Secitec, Lectícia Figueiredo, explica que a cada ano edição a popularização da ciência é notável. “A realização da XIV Semana reforça a importância do tema no nosso dia-a-dia. Foram palestras, oficinas, mostras, jornadas de exposição de trabalhos e maratonas de desenvolvimento que mostraram que nem a matemática, nem a ciência e tecnologia, são ‘bichos de sete cabeças’. Esperamos que em 2018 tenhamos uma adesão ainda maior de municípios na Mostra e que mais alunos tenham a oportunidade de vir à Arena apresentar suas ideias”, destaca Lectícia, que há oito anos organiza o evento.  

Outro ponto forte da XIV SNCTI foi a Maratona do Programa Células Empreendedoras que, com dez grupos de trabalho, reuniu 150 alunos e professores das Escolas Técnicas Estaduais do Estado. Com o lema “DivulgaTec”, os primeiros colocados desenvolveram uma ação de divulgação dos cursos técnicos das ETE’s para difusão do ensino técnico regionalmente. O segundo lugar ficou com o “PreparAgro”, que visa capacitar agricultores com foco no aumento de produtividade e, por fim, o pessoal do “Saúde Mais”, que é um aplicativo que reúne as principais informações de pacientes e instituições de saúde pública e privada, melhorando a interação entre eles. O superintendente de Ensino Profissional e Superior da Secitec, Joaci Silva, explica que a próxima etapa é o Living Lab. “Os três grupos participam nesse sábado e domingo, de uma mentoria direcionada, para que as ideias saiam do papel e possam caminhar firmes”, destaca Joaci. 

Em sua nona edição, a Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (MECTI), trouxe mais uma vez os projetos das escolas das redes pública de Mato Grosso, com a oportunidade de trabalhar a pesquisa científica nas suas diversas formas. Foram projetos como a adubadora manual, a automação residencial, robótica, computadores de baixo custo, entre outras ideias. O aluno Sergio Reichert, da Escola Técnica Estadual de Tangará da Serra, premiado com o projeto que faz gestão do lixo eletrônico nas cidades, destaca que a Mostra incentiva e certifica ainda mais as iniciativas. “Nós já temos uma parceria com a Prefeitura Municipal, com uma caçamba e mais algumas que estão em fase de licitação. A Mostra fortalece a ideia e ajuda a divulgar ainda mais as possibilidades de colocar em prática”, reforçou Sérgio, que foi um dos premiados na IX MECTI, na categoria Engenharia – ensino médio e técnico.  

Fechando a Semana, o show “E-Strings Live”, da Companhia Sinfônica, reuniu mais de 3 mil pessoas no Palco Show da Arena Pantanal. Para o secretário Domingos Sávio, da Secitec, o sucesso da XIV SNCTI se deve às parcerias que trabalharam pelo desenvolvimento da ciência e da tecnologia. “Além das escolas técnicas, a Unemat, a UFMT e o IFMT, e cada parceiro envolvido no evento foram cruciais para o sucesso da décima quarta edição da Semana Nacional. Fechamos o evento com a certeza que todos os investimentos realizados, que cada contato desses jovens com os experimentos fortalecem a popularização da ciência e da tecnologia”, reforçou Domingos Sávio.  

O evento foi realizado pela Secitec e Unemat e teve como parceiros: Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), EducationUSA, EduCanadá, Parque Tecnológico de Mato Grosso, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat) e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Confira os ganhadores da IX Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (MECTI):

Ensino Fundamental:

Categoria Ciências: PURIFICADOR SUSTENTÁVEL QUE ELIMINA BACTÉRIAS (Confresa) - Aluno: José Victor Sobrinho De Paula, Professor Orientador: Gleiton Mendes Pereira.

Categoria Economia Criativa: FOSSA SÉPTICA: IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA (Alta Floresta) - Aluno: Miriane, Professor Orientador: Thaís Lourençoni

Categoria Engenharia: CORTADOR DE GRAMA (Campo Verde) - Aluno: Shayane Karoline da Silva, Professor Orientador: Gisele Juscileide Campos           

Ensino Médio Técnico:

Categoria Ciências: PISCICULTURA E HIDROPONIA COM FLUXO CONTÍNUO DE ÁGUA (Sinop) - Aluna: Francieli Cristina Malaquias, Professor Orientador: Leandro Ferreira Moreno

Categoria Economia Criativa: BIOFILTRO PARA TRATAMENTO DE ESGOSTO (Cuiabá) - Aluno: Luís Eudes Pereira, Professor Orientador: Cristiane Marafon Krolow               

Categoria Engenharia: GESTÃO DO LIXO ELETRÔNICO: SEU LIXO ELETRÔNICO TEM ENDEREÇO (Tangará da Serra) - Aluno: Sergio Roberto Reichert, Professor Orientador: Josenai Oliveira Terra.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::