Boa tarde, Segunda-Feira, 26 de Junho de 2017
ENCHENTES
Saúde envia mais de 12 toneladas de remédios e insumos às vítimas de PE e AL
Ao todo, foram repassados 51 kits aos dois estados. Os medicamentos e insumos devem beneficiar 76,5 mil pessoas nos 57 municípios afetados pelas fortes chuvas em AL e PE
02/06/2017 - 15h41 - Fonte: PORTAL DA SAÚDE

Para reforçar a assistência prestada à população de 57 municípios afetados pelas enchentes em Pernambuco e Alagoas, o Ministério da Saúde enviou 13 toneladas de medicamentos e insumos, que chegaram nesta semana nos estados.  Ao todo foram enviados 51 kits, que serão distribuídos entre as cidades que sofreram com as fortes chuvas, beneficiando cerca de 76,5 mil pessoas moradoras nos municípios atingidos.

Cada kit pesa cerca de 250 quilos e tem capacidade para atender até 1.500 pessoas ao mês. São 30 tipos de medicamentos e 18 tipos de insumos, incluindo antibióticos, anti-inflamatórios, ataduras, entre outros.  

PERNAMBUCO – O Ministério da Saúde também enviou, como procedimento de rotina, 375 mil frascos de hipoclorito - utilizado como suporte no tratamento de água para o estado de Pernambuco. Caso seja solicitada uma cota extra, poderão ser encaminhadas novas quantidades como parte do estoque estratégico do composto químico mantido pela pasta.

Para a próxima semana está previsto o envio de 100 mil doses de vacina dT, 100 frascos de soro antiofídico, 200 frascos de soro crotálico. Um laboratório móvel da Funasa também está apoiando o estado na análise da qualidade da água para consumo humano, garantindo assim que a água distribuída a população seja segura.

ALAGOAS – Em videoconferência realizada nesta semana com a Secretaria Estadual de Saúde de Alagoas, ficou acertado que o estado fará avaliação de danos de infraestrutura dos serviços de saúde, incluindo rede de frio. Durante a conferência, o Ministério da Saúde colocou à disposição profissionais da pasta para avaliação dos danos e no apoio no desenvolvimento de ações.

Também ficou acortado a instalação de hospital de campanha no Polo Industrial do município de Marechal Deodoro, para apoiar o atendimento da população da região. Em relação ao envio de soro antiofídico, a Secretaria Estadual de Saúde vai avaliar a necessidade local, conforme estoque estratégico.

FORÇA NACIONAL DO SUS – Além do envio de medicamentos e insumos estratégicos, a pasta enviou representantes da Força Nacional do SUS para apoiar na avaliação dos danos em saúde e outras medidas de vigilância.

A Força foi criada em novembro de 2011, para agir no atendimento às vítimas de desastres naturais, calamidades públicas, situações de risco epidemiológico e desassistência, quando for superada a capacidade de resposta do estado ou município. Desde a sua criação, a Força participou de 28 missões de apoio em caso de desastres naturais, na gestão de grandes eventos e desassistência provocada por tragédias.

O Ministério da Saúde possui, ainda, laboratórios móveis para análise da qualidade da água, telefones satelitais, equipamentos e nove unidades móveis de Posto de Atendimento Avançado (PAA), em caso de necessidade. Possui também estoque adicional de ampolas de soro para uso em acidentes com animais peçonhentos e kits de diagnóstico para leptospirose.

Para que a Força Nacional do SUS seja acionada, o município ou o estado deve decretar situação de emergência, calamidade ou desassistência, solicitando o apoio do Ministério da Saúde. Com isso, é deslocada uma equipe para a chamada missão exploratória, quando profissionais vão até o local para fazer um diagnóstico da rede de saúde e verificar a necessidade de apoio em relação a equipamentos, insumos e profissionais de saúde.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
O que você pensa da proposta Reforma da Previdência ?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::