Boa tarde, Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
OUTUBRO ROSA
Agentes de Saúde intensificam a mobilização para prevenção do câncer
A equipe técnica é fundamental na rede de atenção primária, pois são eles que estão mais próximos dos problemas que afetam a comunidade
24/10/2017 - 16h59 - Fonte: Setas-MT

Outubro é o mês de conscientização sobre o câncer de mama. Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer de mama tem atualmente alto índice de cura, mas precisa ser descoberto no início e a conscientização sobre o assunto é o mais importante.

As 1.074 agentes comunitárias de saúde e assistentes sociais da rede de proteção que integram o programa Pró-família, estão mobilizadas para conscientizar e prevenir as mulheres beneficiárias do programa contra o câncer de colo do útero e o câncer de mama. Durante as visitas, são repassadas informações sobre como o câncer aparece e as medidas de prevenção, que envolvem os exames de mamografia e ultrassom.

A mobilização vai prosseguir durante todo o mês, cuja campanha foi lançada durante entrega dos kits para os agentes de saúde em Dom Aquino, no início do de outubro. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, uma a cada 12 mulheres terá um tumor nas mamas até os 90 anos de idade.

Os dados preocupam a secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Monica Camolezi, já que mais de 80% das entregas dos cartões Pró-família são feitas para mulheres. A secretária reforça que, além de fazer a transferência de renda, tem como meta criar uma rede de proteção social para que os beneficiários consigam ter acesso à programas de acompanhamento de saúde e planejamento familiar.

“A maioria das titulares do cartão Pró-família são mulheres, que são chefes de família e tem como responsabilidade prover o sustento dos filhos. Não podemos deixar essas mulheres sem informações sobre os cuidados para a prevenção do câncer. O nosso diferencial dos demais programas de transferência de renda é a grande rede de proteção social que assiste as famílias. Então, as agentes de saúde tem papel fundamental nesta luta”, destacou a secretária.

A equipe técnica é fundamental na rede de atenção primária, pois são eles que estão mais próximos dos problemas que afetam a comunidade.

As responsáveis pela coordenação do Pró-família em Nova Olímpia, cidade beneficiada pelo programa na semana passada, Cleide Moreira de Souza e Joanil Pedroza Camargo, informam que as agentes de saúde têm alertado as mulheres quanto a importância de um método simples e que pode ser feito em casa por toda mulher, o autoexame deve ser realizado uma vez ao mês e consiste em três passos simples: observação em frente ao espelho, palpação da mama em pé e a repetição da palpação deitada.

“As agentes comunitárias de saúde auxiliam na promoção do cuidado à saúde da população, alertando, prevenindo e identificando os problemas de cada região. No Pró-Família essa relação de confiança entre o agente e a população é primordial para a superação da pessoa da condição de vulnerabilidade”, afirma a secretária Monica Camolezi.

Outubro Rosa

Para promover a conscientização sobre o câncer de mama, proporcionar mais informações sobre o acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, e também contribuir para a redução da mortalidade das mulheres, foi criado na década de 1990 o movimento Outubro Rosa. A campanha é uma alusão ao seu símbolo: um laço cor de rosa mundialmente conhecido, que representa a luta das mulheres conta o câncer de mama.

Como fazer o autoexame:

  1. Observe a mama com os braços para baixo, rentes ao corpo;
  2. Levante o braço esquerdo, colocando a mão atrás da cabeça, e faça a palpação da mama esquerda com a mão direita;
  3. A palpação deve ser feita com os dedos da mão juntos e esticados em movimentos circulares em toda a mama, de cima para baixo;
  4. Pressione os mamilos suavemente para observar a saída de qualquer líquido;
  5. Repita o mesmo movimento na mama direta;
  6. Após fazer todo o processo em pé, deite e coloque o braço na nuca;
  7. Repita a palpação nas duas mamas;
  8. Avalie o tamanho, forma e cor das mamas, assim como inchaços, saliências ou rugas. Caso perceba alguma alteração, procure um ginecologista.

É muito importante que todas as mulheres após os 20 anos, que tenham casos de câncer na família, ou com mais de 40 anos, sem a incidência de câncer entre os familiares, realizem o autoexame da mama e a mamografia.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::