Bom dia, Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017
ATENDIMENTO
UTIs Pediátricas da Santa Casa de Rondonópolis serão reabertas
O promotor da Vara da Infância e Juventude de Rondonópolis, Ari Madeira, explicou como deve funcionar a questão da transparência na auditoria das contas.
25/11/2017 - 12h23 - Fonte: Gcom-MT

As oito Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Pediátricas da Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis serão reabertas para atendimento. A retomada foi anunciada nesta sexta-feira (24.11), após uma reunião entre o Governo do Estado, Prefeitura Municipal e representantes da Santa Casa e Hospital Regional de Rondonópolis.

“Vamos apenas organizar a nossa equipe para poder o mais rápido possível estar em pleno funcionamento. A partir deste sábado (25) estaremos colocando o pessoal em força total. Conversamos com o governador sobre a regularidade dos pagamentos e isso nos dá tranquilidade para que a gente possa passar essa garantia para o corpo clínico e voltar ao trabalho”, afirmou o vice-diretor presidente da Santa Casa, o médico Kemper Carlos Pereira.

A Santa Casa atende atualmente pacientes que residem na cidade e também de outros 19 municípios da região sul. Na oportunidade, o governador Pedro Taques esclareceu que os repasses mensais para as UTIs no valor de R$870 mil, estão em dia. A próxima parcela vence no dia 1° de dezembro.

“A nossa administração instalou 40 UTIs em Rondonópolis, dentre elas, as oito pediátricas. Quem abre UTI, não quer fechar e sim dar atendimento melhor ao cidadão. Os pagamentos do Estado estão em dia e é importante ressaltar que nenhuma criança correu risco de morte nestes 15 dias em que as unidades ficaram paralisadas, porque o Estado tinha todas as condições de atendê-las também, através da regulação e resolver o problema”, ressaltou.

O prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio, destacou a parceria e os investimentos feitos pelo Governo do Estado para a área da saúde.

“Neste governo o número de UTIs mais que dobrou tanto no Hospital Regional, quanto na Santa Casa. No ano passado o custeio da Santa Casa foi de aproximadamente R$ 30 milhões, no mês de novembro, e este ano, no mesmo período, já passamos de R$ 40 milhões. Estou muito feliz, porque pegamos uma Santa Casa que até então não tinha cirurgia cardíaca, cateterismo angioplastia e hoje tem todas estas especialidades”, pontuou o prefeito.

O promotor da Vara da Infância e Juventude de Rondonópolis, Ari Madeira, explicou como deve funcionar a questão da transparência na auditoria das contas.

“Para o Estado é difícil estabelecer uma auditoria nas contas da Santa Casa sob pena de alegarem que ele está se excluindo numa atividade, num contrato que é do município com a Santa Casa. Então, parte do Ministério Público uma proposta de formar uma equipe mista do governo, da câmara e prefeitura e de qualquer organização da nossa sociedade civil, a fim de que se faça o acompanhamento das contas, que são de interesse nosso. Creio que essa é uma forma de dar total transparência”.

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::