Boa noite, Sábado, 26 de Maio de 2018
SAÚDE
Reunião em Cuiabá inicia discussão sobre a assistência hospitalar na região de Sinop
A prefeita Rosana Martinelli disse que a reunião foi esclarecedora, pois recebeu a informação sobre os pagamentos determinados pelo governador.
15/01/2018 - 16h18 - Fonte: SES MT

Durante reunião nesta segunda-feira (15.01) em Cuiabá, entre a equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli, foi encaminhada uma solução para que os atendimentos no Hospital Santo Antônio não sofram paralisação nos serviços de UTI, obstetrícia, nefrologia e oncologia. Na reunião, a prefeita foi informada que o governador Pedro Taques, desde a última sexta-feira (12.01), já havia determinado o pagamento de R$ 3,360 milhões para o hospital privado da Fundação de Saúde Comunitária de Saúde.

Durante o encontro com a equipe técnica da SES, também foi discutida a atenção hospitalar na região de Sinop e os serviços realizados. Ficou definido que na quarta-feira (17.01) haverá uma reunião em Sinop entre as equipes técnicas da Secretaria Municipal de Saúde e da SES para tratar sobre alguns encaminhamentos em relação à atenção hospitalar.

Para a secretária adjunta de Políticas e Regionalização, Maria José da Silva, a reunião foi bastante positiva. “A SES e a Prefeitura de Sinop vão trabalhar juntos para encontrar uma solução definitiva para a atenção hospitalar. Com essa parceria pretendemos fortalecer o SUS municipal, para que a Prefeitura participe de forma mais efetiva na gestão dos serviços de saúde na região, incluindo a realização do recém-criado programa estadual de intensificação de exames e cirurgias eletivas”, explicou Maria José.

A prefeita Rosana Martinelli disse que a reunião foi esclarecedora, pois recebeu a informação sobre os pagamentos determinados pelo governador. Durante a reunião, a prefeita conversou por telefone com o diretor da fundação, que administra o Hospital Santo Antônio. “Falamos também com o Wellington [Randal] para que os atendimentos não sejam suspensos, para que venhamos achar uma solução o mais rapidamente possível para que os atendimentos não sejam suspensos”, disse Rosana Martinelli.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Em sua opinião estamos em um momento de crise financeira ou crise politica no Brasil?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::