Boa noite, Sexta-Feira, 21 de Julho de 2017
SUSTENTABILIDADE
Prefeitura de Sinop e catadores firmam compromisso pela coleta seletiva
Coleta iniciará por seis bairros
07/06/2017 - 15h15 - Fonte: Assessoria da Prefeitura

 

A implantação da coleta seletiva em Sinop – prevista ainda para este segundo semestre – deve representar novas possibilidades quanto à geração de renda e qualidade de vida para famílias que sobrevivem a partir da venda destes materiais. A avaliação é do presidente da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Sinop (Acamares), Adão Oliveira. Inicialmente, serão os catadores ligados a Acamares que atuarão nos serviços, no município.

"Eles [catadores] estão animados. No começo vai ser devagar, mas vamos encaixando e ajeitando as coisas na esperança que, dia por dia, vai melhorando", destaca. A partir da implantação do projeto, os associados serão os responsáveis pela coleta, separação, segregação e venda do material retirado dos bairros Jardim Paraíso, Celeste, Maringá 1 e 2, Botânico e Jacarandás, que, na primeira etapa, serão contemplados.

A Acamares é formada por catadores que atuavam no antigo lixão de Sinop, fechado há menos de um ano e que, desde então, ficaram desemparados quanto à coleta de material reciclável. "As pessoas [da associação] estão animadas e com vontade de trabalhar", aponta Adão Oliveira.

A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Luciane Bertinatto, explica que o município vem se estruturando para viabilizar o projeto de coleta seletiva em Sinop. O Executivo será o responsável pelas frentes de mobilização da sociedade, conscientização; atuação em parceria com as áreas de Meio Ambiente, Saúde, Educação, entre outras.

?"Não vamos conseguir fazer [a coleta] em todo o perímetro urbano, em 2017, por conta de dotação orçamentária, recursos financeiros que não estão em nossa secretaria. A priori, vai funcionar em seis bairros e iremos organizar para que a população tenha conhecimento sobre como funcionará, que a coleta seletiva será em dias alternados à coleta de lixo úmido. Esse é um trabalho de educação ambiental com a comunidade", enfatiza Luciane.

O compromisso de cada agente envolvido com a proposta de coleta seletiva consta em protocolo de intenção firmado ainda na segunda-feira (05). O documento, assinado pela Prefeitura de Sinop, Acamares, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional de Sinop, e Comissão de Meio Ambiente e Agronegócio da OAB, de Sinop, representa um passo importante, na avaliação do vice-prefeito Gilson de Oliveira, que, no ato, representou a prefeita Rosana Martinelli.  

"Sinop produz em torno de 100 a 120 toneladas de lixo dia. Boa parte deste material poderia ficar aqui, pois sabemos que, hoje, há empresas que beneficiam e reciclam materiais. Este projeto vai envolver a sociedade, gerar economia através do transbordo do lixo que é levado para fora do município e dar oportunidade para as famílias inserirem-se dentro deste mercado, tendo seu sustento", defendeu o gestor.     

Dia do meio Ambiente

A assinatura do protocolo para a coleta seletiva foi realizada durante evento no Centro de Eventos Dante de Oliveira, realizado em comemoração ao dia mundial do meio ambiente. No mesmo dia, outro protocolo de intenção foi estabelecido, desta vez contemplando o projeto de horta agroecológica comunitária. O documento foi assinado pelo vice-prefeito Gilson de Oliveira, o secretário de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), Daniel Brolesi, Roberto Beber, pró-reitor da UFMT, Tamaris Vincenzi, vice-presidente do CAOPA.

 

Comente através do facebook:
ENQUETE »
O que você pensa da proposta Reforma da Previdência ?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::