Boa noite, Sexta-Feira, 21 de Julho de 2017
GESTÃO HUMANIZADA
Prefeita Rosana Martinelli visita Serviço de Atendimento Especializado
Os atendimentos iniciam às 7h e seguem até às 19h, ininterruptos.
09/06/2017 - 15h37 - Fonte: Assessoria da Prefeitura

Localizado na Avenida das Figueiras, onde foi instalado um dos primeiros postos de saúde do município, o Serviço de Atendimento Especializado (SAE) atende mais de três mil pacientes com infecções sexualmente transmissíveis. Preocupada com a melhora nos atendimentos e na estrutura do prédio, a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PR), fez uma visita à unidade.

 

"É uma das primeiras unidades construídas aqui, e que precisa de uma ampla reforma, para que todas as pessoas que fazem uso desse serviço possam ser bem atendidas. Estamos muito preocupados principalmente no atendimento e nas condições de trabalho dos nossos servidores. Estamos aqui visitando 'in loco', para realmente conhecer a realidade, para colocarmos na nossa programação de reformas e ampliações para que essa unidade seja contemplada", explicou a prefeita.

 

Atualmente são atendidos aproximadamente 1.200 pacientes com HIV e 2.400 com Hepatites B e C, além dos atendimentos de sífilis e outras infecções. No SAE também são realizados testes rápidos, atendimentos de planejamento familiar e lesões de colo uterino.

 

"Sinop e toda a região vizinha, não só os 14 municípios daqui, que fazem parte da regional, mas de outras regionais também. A gente atende 34 municípios da região norte do Estado. Recebemos essas pessoas todos os dias na nossa unidade", afirmou o médico coordenador do SAE, Walter Esteves.

 

Os atendimentos iniciam às 7h e seguem até às 19h, ininterruptos. Segundo o coordenador, o objetivo é garantir que os pacientes tenham acesso aos tratamentos. "Temos atendimentos de HIV, hepatites virais e outras infecções sexualmente transmissíveis, mas também prestamos atendimento de planejamento familiar e também faço atendimento das lesões de colo uterino. A gente tem uma demanda muito grande e agora com dois infectologistas, também fazemos a parte de infectologia. O número de usuários é muito grande, sendo que alguns vão ficar no atendimento para toda a vida, sendo que outros são passageiros".

Há vários anos o SAE vem desenvolvendo um trabalho de conscientização e acompanhamento de infecções sexualmente transmissíveis em Sinop. De 2014 à 2017 já foram diagnosticados 191 novos casos de HIV/AIDS no município, sendo 139 homens e 52 mulheres.

 

Comente através do facebook:
ENQUETE »
O que você pensa da proposta Reforma da Previdência ?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::