Boa tarde, Domingo, 17 de Novembro de 2019
EFICIÊNCIA
MTI apresenta parceria com a Google para o Conselho Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação
A parceria entre Google e MTI foi a primeira realizada com base na Lei das Estatais (n° 13.303/2016) em Mato Grosso.
11/07/2019 - 13h59 - Fonte: Karine Miranda | MTI

 

A diretoria executiva da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) apresentou ao Conselho Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, durante reunião nesta quarta-feira (10.07), a parceria estratégica firmada entre a empresa e a Google Brasil. A intenção é que o conselho conheça vários aspectos da parceria, que prevê o desenvolvimento e a oferta de novas soluções tecnológicas ao Governo do Estado e demais clientes da MTI.

O conselho é composto por 24 órgãos públicos e privados de diferentes setores, que conheceram um pouco do trabalho desenvolvido pela MTI, as fases do processo até se chegar à formalização da parceria, assim como os serviços oferecidos. A parceria entre Google e MTI foi a primeira realizada com base na Lei das Estatais (n° 13.303/2016) em Mato Grosso.

De acordo com o vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes, a parceria vai proporcionar novas oportunidades de negócio e ampliar a oferta de mais e melhores serviços de tecnologia aos clientes da empresa, com solução tecnológica em ambiente de computação em nuvem, de plataforma de comunicação, compartilhamento e colaboração, através do produto MTI GSuite.

“A Google é uma das parcerias que a MTI tem. Aliás, foi a primeira parceria concretizada e estamos prospectando uma série de parcerias para resolver os problemas do Governo. Temos necessidade de agregar mais valor às nossas soluções e a MTI é a empresa que está mais à frente no processo de formalização das parcerias”.

Ainda durante a reunião, o assessor executivo da MTI, Sandro Brandão, explicou que o produto MTI GSuite foi criado pela empresa junto com a Google e já é ofertado em cinco Estados pela MTI.  

Entre os serviços oferecidos estão os integrados de e-mail, calendário, agenda, tarefas, troca de mensagens, voz, vídeo, conferência on-line, compartilhamento e edição online de documentos, formulários, planilhas, apresentações, ferramentas para criação de notas, grupos, sites de intranet, gerenciamento de dispositivos móveis e painel de administração, entre outros.

“Prestamos esse serviço com um valor considerado o menor do mercado. Além disso, toda renovação ou aperfeiçoamento ao serviço será feito sem gerar custos aos nossos clientes. Ou seja, são preços compatíveis com o mercado, sem ônus para a empresa e poderemos ofertar novas tecnologias em tempo real. Queremos ser o provedor de tecnologia do Estado”, afirmou.

O representante da Google Brasil, Roberto Florentino Jr, também explicou ao conselho sobre os benefícios da Lei das Estatais, especialmente à administração pública, uma vez que essa lei não segue a rigidez da Lei das Licitações (n°8.666/1993), em que um processo de contratação leva entre quatro e seis meses.

A Lei das Estatais prevê a possibilidade de formalização de parcerias, nos casos em que a escolha do parceiro esteja associada a suas características particulares e vinculada a oportunidades de negócio definidas e específicas, sem a necessidade de procedimento competitivo.

Com isso, a formalização de parcerias estratégicas possibilita que a MTI aumente a capacidade de investimento em Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC), intercâmbio tecnológico, novas frentes de valor, além do fortalecimento da governança corporativa.

Após a apresentação, os membros do conselho se mostraram interessados não somente na parceria, mas especialmente nos produtos oferecidos por meio dela – e o conselho sugeriu à MTI que demonstre como se dá o funcionamento de cada uma das ferramentas ofertadas.

Uma nova reunião será marcada junto ao conselho para que a MTI possa demonstrar as ferramentas e toda a parte comercial dos produtos.

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2019 ::