Bom dia, Terça-Feira, 19 de Setembro de 2017
IFMT
IFMT visita MPF/MT e propõe fortalecimento da parceria entre órgãos
De acordo com o pró-reitor do IFMT, o objetivo da visita foi estreitar o relacionamento com o MPF/MT
22/05/2017 - 14h00 - Fonte: Assessoria

O Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF/MT), na pessoa do Procurador-Chefe Gustavo Nogami, recebeu a visita do Pró-Reitor de Extensão do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Marcus Vinícius Taques Arruda, e da Diretora de Planejamento Executivo, Gláucia Mara de Barros, na última segunda-feira (12).

O objetivo da visita, de acordo com o pró-reitor, foi o de estreitar o relacionamento com o MPF/MT, mais especificamente oferecendo serviços e capacitações nas áreas nas quais o IFMT possui expertise, aproximando o instituto da comunidade, como tem feito com a sociedade de modo geral.

Neste sentido, o IFMT ressaltou que possui docentes e discentes em diversas áreas do conhecimento, que têm interesse em utilizar seus conhecimentos para interagir com a comunidade, por meio de cursos, capacitações, perícias, análises, etc. “Temos profissionais e alunos de vários cursos que podem auxiliar os trabalhos do Ministério Público Federal. É uma prática útil para o fortalecimento acadêmico dos discentes, para o trabalho do MPF e para a comunidade beneficiada”, argumentou o pró-reitor.

“Em contrapartida, solicitamos que o MPF nos auxilie com estrutura e recursos para o desenvolvimento das atividades pelo IFMT (por exemplo, aquisição de veículos, materiais acadêmicos, bens de consumo, equipamentos de laboratórios, pequenas reformas, etc.), encaminhando recursos oriundos de ações civis e penais (como a Ararath), de TACs, de transações penais, de suspensões condicionais dos processos, etc, que possam ser, porventura, direcionados para o IFMT, que sofre com enorme contingenciamento orçamentário neste ano”, explicou Marcus.

O procurador-chefe Gustavo Nogami esclareceu que a intenção é buscar uma maior aproximação do IFMT com o MPF e a sociedade, por meio dos serviços que possam ser prestados pela instituição de ensino, e, em contrapartida, garantir bens e serviços mínimos para o funcionamento adequado do IFMT.

O primeiro fruto da reunião foi a tratativa para a realização de uma capacitação pelo IFMT em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) para os servidores do Ministério Público Federal em Mato Grosso e para outros órgãos federais que não atendem ao Decreto nº5.626/2005. “Já estamos negociando o curso de LIBRAS, semelhante ao que a Procuradoria já participou alguns anos atrás, para abranger os servidores do MPF e de outros órgãos parceiros para cumprimento do decreto que prevê o treinamento de 5% de todos os servidores do órgão em LIBRAS. É uma atividade bastante importante para permitir o acesso de surdos aos serviços públicos federais e que, inevitavelmente, seria impactada no atual cenário de crise financeira”, explicou Nogami.

O PR-Chefe esclareceu, ainda, que o IFMT, em uma segunda etapa, apresentará um rol de projetos para que outros procuradores analisem a possibilidade de destinar recursos e/ou bens para a instituição pública federal, formando um “banco de projetos”. “A ideia é que existam projetos disponíveis na PR/MT para serem contemplados caso surjam recursos oriundos da atividade ministerial e que possam facilitar a relevante missão do IFMT no desenvolvimento econômico, social e regional de MT”, concluiu.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::