Boa tarde, Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
BARBÁRIE
Polícia analisa preservativo onde meninas foram achadas mortas
Os corpos delas foram encontrados dentro de um furgão na semana passada
19/10/2017 - 08h06 - Fonte: Noticia Minuto

Apolícia de São Paulo está analisando as impressões digitais em embalagem de preservativo fechado encontrado dentro do furgão onde estavam os corpos de duas meninas de três anos. Os indícios são de que os corpos sejam de Mel, de 3 anos e 8 meses, e Beatriz Moreira dos Santos, a Bia, de 3 anos e 11 meses.

De acordo com o portal G1, dentro do automóvel, encontrado na Zona Leste de São Paulo, foram achados os chinelinhos e algumas roupas que podem ser das crianças. As mães das duas disseram que os corpos encontrados no compartimento de carga da Fiorino, tinham as mesmas roupas das suas filhas. Segundo informações do SP2, foram colhidas mais de 100 digitais no veículo periciado.

+ Corpo de moradora de rua é achado com marcas de tiros em Copacabana

Também estão sendo analisadas as impressões digitais em um rádio comunicador que estava dentro do veículo. Quando os corpos das meninas foram achados, uma delas estava sem a parte de baixo da roupa.

Um exame de DNA, que ainda não ficou pronto, também poderá confirmar se os cadáveres são de duas meninas desaparecidas desde setembro na região onde o carro estava. Adrielli Mel Porto, a Mel, de 3 anos e 8 meses, e Beatriz Moreira dos Santos, a Bia, de 3 anos e 11 meses, desapareceram no dia 27 do mês passado.

A investigação ainda não identificou suspeitos do crime. Porém, o clima no bairro onde as meninas desapareceram é de revolta. No domingo (15), dois homens foram espancados para confessar o crime. A polícia procura cinco suspeitos pela agressão. Nesta quarta-feira, mais testemunhas foram ouvidas. A polícia devera intimar responsáveis pelas crianças após a conclusão do laudos.

Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::